Condomínio Paulista

Localizado em uma rua bastante movimentada próximo à Avenida Paulista, o condomínio, que havia sido construído a mais de 20 anos, possuía um fluxo de entrada e saída de pedestres constante, devido à grande infraestrutura da região, com seus restaurantes, bares, comércios, escolas, e transporte público.
O acesso de pedestres se dava por duas alternativas: ou por escada, ou por uma rampa usada para deslocamento de lixeiras e móveis em eventuais mudanças nos apartamentos.
Isso sempre dificultou o acesso de idosos, parcela considerável dos moradores, e impossibilitava o acesso de pessoa com deficiência, especialmente pessoas em cadeira de rodas, onde a única alternativa de entrada era pela garagem.
O projeto surge com dois objetivos: melhorar a situação da acessibilidade no acesso de pedestres e modernizar a estética do local, ao mesmo tempo que integrando a aparência do restante do condomínio.
Com a obra finalizada, uma nova clausura com painéis de vidro surge, integrada a uma escada e uma rampa com inclinação que permite o acesso de pedestres com autonomia e segurança, desde idosos, gestantes, pessoas com carrinhos de bebê, entre outras.

O legado para o condomínio é uma entrada com acesso mais democrático, permitindo que qualquer pessoa, independentemente de sua condição física, tenha o direito de ir e vir sem nenhum tipo de distinção.